Whatsapp Whatsapp

Mercado imobiliário 2020: conheça as principais tendências!

Está pronto para alavancar o seu negócio no mercado imobiliário 2020

Afinal, depois de um longo período em crise – que afetou não apenas o Brasil, mas toda a cadeia produtiva de grandes economias mundiais – o setor começa a dar os primeiros indícios de uma possível retomada.

Isso é o que apontam os especialistas diante do contexto que se desenha. De acordo com os Indicadores Imobiliários Nacionais, realizados pela Câmara Brasileira da Indústria da Construção (CBIC), as vendas contabilizadas no segundo trimestre de 2019 apresentaram um aumento de 16% em relação ao mesmo período no ano anterior. E em relação ao semestre, o aumento foi de 12,1%. 

Somado a isso, com a queda dos juros – como a taxa Selic, que atingiu 5% ao ano em novembro de 2019 – o interesse de investidores no mercado imobiliário em 2020 aumentou ainda mais. 

Assim, para ajudar você a fazer os melhores investimentos, preparamos esse artigo com tudo o que você precisa saber sobre as perspectivas do mercado imobiliário em 2020. Entenda:

  • como está o setor imobiliário brasileiro; 
  • quais as projeções dos especialistas para o mercado imobiliário 2020
  • principais tendências para o segmento;
  • quais as inovações do setor imobiliário;
  • e ainda, três dicas infalíveis para iniciar 2020 a todo vapor!

Confira!

Como está o setor imobiliário brasileiro em 2019? 

O setor imobiliário brasileiro em 2019 está vivendo um momento de reaquecimento. Isso se dá graças à junção de alguns fatores socioeconômicos. Entenda:

Captações imobiliárias

Ainda que não haja dados concretos em relação a melhora da economia brasileira, as estimativas para o aumento do Produto Interno Bruto (PIB) traz certo otimismo entre compradores e investidores, influenciando diretamente as captações imobiliárias.

Desde o mês de julho, seis incorporadoras e construtoras captaram cerca de R$ 3,8 bilhões em novas ofertas de ações para investir em novos projetos comerciais e residenciais.

Associada a isso, a queda da Selic tem aumentado ainda mais o interesse no setor.

Crescimento de lançamentos de imóveis em todo o país

Parte desse otimismo consiste no aumento no número de lançamentos de imóveis em todo o país, que cresceu 11,8% no segundo trimestre de 2019 em comparação à mesma época em 2018. 

Esse crescimento ajudou a aumentar o número de vendas de imóveis, que subiram em 16%, segundo a CBIC.

Até novembro de 2019, empresas do setor puseram em caixa cerca de R$ 4,4 bilhões por meio da capitalização via oferta de ações na Bolsa de Valores. 

Veja abaixo o lançamento de vendas de acordo com cada região do Brasil:

De acordo com o presidente da CBIC, a expectativa é que até o final de 2019 haja um crescimento na ordem de 10% e 15% em relação aos lançamentos e vendas imobiliárias, se comparado a 2018.  

Com base nesses números, especialistas começaram a fazer projeções acerca do próximo ano. Veja no próximo tópico!

Projeção mercado imobiliário 2020: o que dizem os especialistas?

“A gente está vivendo um ano de 2019 um pouco melhor do que foi o cenário nos últimos quatro anos, nesse contexto de crise”, afirmou em uma entrevista para o G1.

“Atualmente, há um aumento da confiança, e houve uma maior quantidade de lançamentos nos últimos cinco anos”, completou o especialista.

Segundo Schneider, ocorreu uma aceleração na velocidade do fechamento de vendas, que, nos últimos anos, estava com outro ritmo.

Segundo ele, esse porcentual está em torno de 15%, o que evidencia uma disposição maior dos clientes de ir até o fim na negociação.  

Como o Sistema Financeiro Imobiliário influencia no Mercado Imobiliário 2020

Schneider afirma que o Sistema Financeiro Imobiliário (SFI) é um dos principais responsáveis pela volta da compra de imóveis. 

“[O SFI] é uma parcela que o comprador já tem os recursos ou parte deles. É a camada do mercado imobiliário que já retomou [os investimentos]”, explicou em entrevista a um portal de notícias.

Assim, a expectativa para 2020, diz Hermolin, é que o Sistema Financeiro da Habitação – majoritariamente formado pela classe média – retorne com mais força.

Com todos esses aspectos em vista, o mercado imobiliário em 2020 se apresenta como um ambiente seguro em termos fiscais.

Contudo, economistas afirmam que ainda é preciso estar atento. Os números crescentes ainda são pequenos para declarar uma retomada. Nesse sentido, o Brasil se encaminha mais para uma estabilização da economia do que avanço.

Quais as principais tendências para o mercado imobiliário em 2020? 

As principais tendências para o mercado imobiliário em 2020 são: 

  • aumento do investimento em tipos de financiamento imobiliário, 
  • variedade de ofertas de crédito, valorização de imóveis, 
  • aumento de vendas on-line
  • maior otimismo dos consumidores e investidores, 
  • preocupação com sustentabilidade e uso racional de recursos, e
  • uso de inovações tecnológicas  

Confira!

#1 Aumento do investimento em financiamento imobiliário

Uma forte tendência para mercado imobiliário no ano de 2020 é o incentivo do Governo Federal para diferentes tipos de financiamento.

Um exemplo disso é a criação de um programa habitacional que pode garantir uma verba de R$ 450 milhões para o ano que se iniciará. É o que afirmou o deputado Domingos Neto, ao Broadcast.  

Além disso, existe a expectativa que o programa Minha Casa Minha Vida (MCMV) seja ampliado, possibilitando que mais famílias com renda baixa e média sejam beneficiadas.

No âmbito da iniciativa privada, de acordo com dados do Ministério da Economia, quase 250 empresas demonstraram intenção de investir (ao todo) mais de US$ 60 bilhões no país nos próximos anos.  

#2 Variedade de ofertas de crédito

Em 2020 as operações de crédito no mercado imobiliário serão muito mais facilitadas, o que inclui as ofertas de crédito imobiliário. 

Isso porque, assim como a taxa Selic, outras taxas de juros tendem a diminuir.

Dessa forma, tanto consumidores quanto investidores se sentem mais estimulados a comercializar crédito de financiamento.

Vale ressaltar que a queda das taxas de financiamento praticadas pelos bancos tem impactado profundamente o poder de compra da população.  

Recentemente, a Caixa Econômica Federal definiu uma taxa mínima para venda de imóveis. Trata-se de uma TR (taxa referencial) de 7,5% para linhas de financiamento de crédito imobiliário.

Rafael Sasso, cofundador da Melhortaxa, plataforma digital de crédito imobiliário no país, explica que “na prática, a queda não reflete nos juros instantaneamente, mas, no último corte, o Banco do Brasil, a Caixa Econômica Federal e o Itaú anunciaram redução das suas taxas para diversas linhas de crédito, pressionando a concorrência”, disse. 

Sasso explicou que isso contribuiu para a estabilidade da inflação e o reaquecimento da economia. “Em teoria, quando a Selic cai, a população passa a ter maior facilidade em adquirir crédito e, consequentemente, consumir mais, aquecendo a economia”, afirmou em entrevista. 

#3 Valorização de imóveis

Com as tentativas de recuperação da economia, há a expectativa de uma valorização de imóveis para 2020 e 2021.

O que contribui para esse pensamento é a estimativa da inflação em queda e, por consequência, a redução das taxas de juros. Isso tudo gera maior estabilidade dos preços dos imóveis e um cenário positivo.

5 dicas infalíveis para reverter objeções nas vendas de imóveis

#4 Aumento das vendas on-line

Outra perspectiva muito forte para o mercado imobiliário no próximo ano é o uso da internet para prospectar clientes, gerar leads e fechar vendas.

É por isso que, na hora de comprar uma casa ou alugar uma sala comercial, o consumidor prefere aquela empresa que tem uma plataforma digital, on-line, com agilidade na resolução de suas questões e problemas. 

Os consumidores têm dado preferência àquelas empresas que possuem integração com portais de anúncio e chatbots, facilidades que tornam o atendimento ainda mais prático.

De fato, a venda de imóveis on-line é uma tendência bastante presente no segmento.

#5 Preocupação com sustentabilidade e uso racional de recursos

O ecodesign e as construções sustentáveis já têm sido uma tendência na engenharia civil. 

Isso é decorrente de novas formas de produção que têm sido instituídas pela indústria, tendo em vista a escassez crescente de recursos naturais e não renováveis.

Dessa forma, consumidores têm desenvolvido consciência ambiental e procurado modificar seus hábitos de consumo e práticas de vida, o que se reflete diretamente nas suas prioridades de compra.

Portanto, uma tendência muito forte para o mercado imobiliário em 2020 é o investimento das construtoras em projetos residenciais eco-friendly, que possuem soluções sustentáveis de consumo e do uso de recursos.

#6 Desenvolvimento e uso de inovações tecnológicas  

O uso de tecnologias cada vez mais refinadas para atrair clientes é uma tendência crescente no segmento.

Essa é uma forma de revolucionar as negociações e tornar sua imobiliária ainda mais solidificada no ramo.

Dessa forma, já é possível perceber que muitas imobiliárias têm utilizado de realidade virtual, dispositivos de realidade aumentada, drones e outras inovações tecnológicas para apresentar seus empreendimentos.

O momento, portanto, se mostra oportuno para que as imobiliárias invistam em marketing e outras formas de aumentar sua carteira de clientes.

Para 2020, essa tendência será ainda mais forte no mercado imobiliário, com o desenvolvimento de tecnologias cada vez mais voltadas para o ramo. 

Tendo isso em mente, veja como se preparar para o ano que se inicia:

3 dicas infalíveis para começar 2020 com o pé direito no setor imobiliário

Confira a seguir três dicas infalíveis que vão ajudar a sua gestão comercial imobiliária a iniciar 2020 a todo vapor!

#1 Automatize seus processos

São tantos os fatores que influenciam no fechamento de uma venda complexa diante da atual conjuntura que você precisa gerir sua imobiliária com muita precisão e expertise.

Desse modo, ao criar mecanismos de automação de processos, você contará com uma administração muito mais eficaz que trabalhe com os números e dados gerados no pipeline de vendas durante as negociações.

Para tanto, o mais indicado é que você invista numa ferramenta de administração que, de preferência, possa fazer integração não apenas com seu banco de leads, mas também com outros mecanismos de negociação, como site para imobiliárias.

Um destaque disponível no mercado é o CRM imobiliário, instrumento extremamente versátil que se apresenta como uma ferramenta multifuncional.

#2 Use a tecnologia a seu favor!

Estamos imersos na Era Digital! Desse modo, a tecnologia tem sido a principal ferramenta que permeia cada minúcia de nosso dia a dia.  

Assim, a melhor maneira de automatizar cada etapa de seu funil de vendas, marketing e todos os processos de seu negócio é utilizando a tecnologia a seu favor.

Afinal, existem inúmeras possibilidades e áreas em que a tecnologia pode auxiliar seu negócio a alavancar suas vendas, gerar novos leads e estabelecer sua imobiliária como a melhor do mercado.

Por exemplo:

#3 Conte com a ajuda de um especialista

Uma ótima dica para adentrar 2020 com o pé direito no segmento imobiliário é contratar os serviços de uma empresa perita em soluções tecnológicas e vendas, que possa auxiliar a estruturar processos e estratégias que tornem suas vendas cada vez mais eficientes.

Fale com a Vista! 

A Vista Software tem como principal objetivo facilitar a vida das pessoas no mercado imobiliário por meio das nossas soluções. Estamos conectados às mais novas tecnologias e às pessoas mais incríveis deste desafiador e apaixonante mercado.

Não deixe de entrar em contato conosco, estaremos mais que dispostos a contribuir com o crescimento do seu negócio!

Leia também:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *