Realidade virtual no Mercado Imobiliário: aumente suas vendas!

Em plena Era Digital, o uso da realidade virtual no Mercado Imobiliário é uma tendência que tem transformado o segmento positivamente.

Afinal, o manejo da tecnologia para imobiliárias já é um fator decisivo para o fechamento de vendas, principalmente quando se trata de vendas complexas. 

Isso porque dispositivos tecnológicos facilitam, aceleram e otimizam processos, o que ajuda a diminuir o ciclo de vendas e tornar a experiência do cliente mais satisfatória.

Não por acaso, os novos hábitos de consumo evidenciam compradores cada vez mais exigentes e imediatistas. É o que revela um novo estudo da Euromonitor International, empresa de pesquisa de mercado, sobre as principais tendências de consumo que surgiram em 2019.

Assim, no panorama atual, empreendimentos de sucesso têm investido nas mais diferentes aplicações da realidade virtual no Mercado Imobiliário, e através disso, têm alavancado seu faturamento significamente. 

Pensando nisso, destrinchamos, neste artigo, tudo o que você precisa saber sobre realidade virtual no Mercado Imobiliário para aumentar suas vendas:

  • o que é a realidade virtual
  • diferença entre realidade virtual e realidade aumentada
  • como está o uso da realidade virtual no segmento imobiliário
  • e ainda, 3 aplicações estratégicas da realidade virtual no mercado imobiliário para aumentar vendas

Confira!

O que é a realidade virtual? 

A realidade virtual (RV) é uma tecnologia de interface (“comunicação” entre duas partes distintas, que não se conectam diretamente), que cria uma capacidade de interferir diretamente nos sentidos do usuário e, consequentemente, na sua percepção, criando um cenário completamente digital. 

Isso se dá a partir da criação de um ambiente virtual, desenvolvido em um sistema computacional.

As experiências de imersão do usuário são ainda mais sinestésicas, pois a realidade virtual proporciona efeitos não apenas visuais, mas também sonoros e táteis. Portanto, ela se destaca por ser multissensorial.

Dessa forma, a realidade virtual induz o cérebro a acreditar que um ambiente virtual é materializado na realidade.

Dentro dessa ilusão, o ambiente simulado pode permitir interação ou não, dependendo da sua programação.

Qual a diferença entre Realidade Virtual e Realidade Aumentada?

A diferença entre realidade virtual (RV) e realidade aumentada (RA) é que, enquanto a RV cria cenários completamente digitais, a RA utiliza elementos reais para criar novos elementos no ambiente real. Sendo assim, a realidade aumentada projeta informações no mundo real, como imagens, personagens, gráficos e textos. 

No segmento de games essa diferença é mais notável. O Pokémon Go, por exemplo, é um tipo de jogo que utiliza de coordenadas geográficas reais para que o usuário procure pokémons em sua região.

Apesar disso, vale destacar, que muitos outros setores da indústria têm apostado nesses desdobramentos da Revolução Tecnocientífica para incrementar ainda mais o negócio.

É o caso das redes sociais, da indústria automobilística e, até mesmo, da medicina!

E no mercado imobiliário?

A realidade virtual no mercado imobiliário tem revolucionado por completo o segmento, tanto para clientes como para gestores e times de corretores de imóveis.

Assim, dentro do setor imobiliário, essas ferramentas têm sido adotadas com a adição de instrumentos tecnológicos de alta performance, que hoje já são comercializados a preços acessíveis.

Além disso, é importante destacar que o mercado imobiliário está sempre se adaptando às transformações ao longo do tempo. Essa característica do segmento é o que o torna perene.

Nesse sentido, as tecnologias desenvolvidas para o mercado imobiliário são capazes de impulsioná-lo para os próximos passos dos hábitos de consumo.

Esse é um dos motivos pelos quais implementar artifícios da realidade virtual em seu negócio é tão vantajoso.

Afinal, além de proporcionar a integração com a Indústria 4.0 e outros setores, a realidade virtual movimenta milhões!

Isso quem explica é Ashton Kehinde, gerente de negócios da desenvolvedora de modelos completos de edifícios em realidade virtual, The Parallel. 

“O projeto de virtualização de uma planta leva dois meses e custa cerca de cinquenta mil euros”, afirmou em entrevista para um site.

Você pode até se assustar com o valor, mas Kehinde esclarece que, nesse contexto, “uma maquete tradicional pode custar até trinta mil euros”. 

No fim das contas, implementar realidade virtual no mercado imobiliário, dentre outros sistemas de automatização de processos, é um investimento que dá muito resultado.

“No Cazaquistão, recentemente, uma de nossas parceiras vendeu 40% das unidades de um edifício com ajuda desse sistema”, revelou Kehinde.

Aí você deve estar pensando:

Como está o mercado imobiliário brasileiro? 

No Brasil, a aplicação da realidade virtual no Mercado Imobiliário  apresenta  uma projeção interessante, tendo em vista que o mercado consumidor é um dos mais receptivos a inovações tecnológicas.

Uma pesquisa da Global Consumer Insight Survey 2018 aponta que 14% dos brasileiros já  utilizam a Inteligência Artificial (IA) para mediar transações comerciais, entre outras coisas, e 59% se mostram receptivos a inovações tecnológicas.

Esses números são muito acima da média global: cerca de 58% diz não possuir nem ter interesse em possuir algum tipo de dispositivo (IA). 

De fato, a implementação da tecnologia no dia a dia do brasileiro impacta completamente o comportamento de consumo.

Segundo Flávia Schmidt, gerente de marketing e comunicação da Tegra Incorporadora, 95% dos seus clientes iniciam a busca por um imóvel por meio de canais digitais, como sites para imobiliárias.

Não é à toa que, hoje em dia, se fala muito no conceito de Imobiliária Digital, isso porque conforto é um dos quesitos mais estimados pelo consumidor brasileiro contemporâneo.

Então, quanto mais agilidade e eficiência o seu serviço oferecer, maior será a fidelização e captação de novos clientes.

Nesse caso, além de dispor de sistemas para imobiliárias, investir na realidade virtual é a melhor opção. Veja como:

teste gratis vista software plataforma imobiliaria para aproveitar realidade virtual no mercado imobiliario

Realidade virtual no mercado imobiliário: como funciona e quais suas principais aplicações 

As principais aplicações da realidade virtual no mercado imobiliário são:

#1 Visita virtual ou house tour virtual

É ideal para divulgar imóveis que ainda não foram construídos e estão na planta, sendo essa sua grande vantagem.

Nesse sentido, essa aplicação da realidade virtual no mercado imobiliário pode se dar através do uso de óculos de realidade virtual. 

Sendo o tour virtual para imobiliarias, portanto, recomendado para apresentação em showrooms, feiras e outros eventos.

O tour virtual por casas pode ser feito por meio de algumas ferramentas, como óculos 3D ou lentes como o Google Glass.

Veja um exemplo dessa experiência feita pela Construtora Montenegro:

#2 Visitas virtuais interativas

Essa é uma forma de tour que pode elevar a sinestesia proporcionada nas visitas virtuais, já que nessa categoria de house viewer a experiência é interativa, ou seja, a interação ocorre de acordo com o movimento determinado pelo cliente. 

Assim, essa aplicação da realidade virtual no mercado imobiliário ocorre por meio de um aplicativo móvel, sendo similar a um jogo

A experiência interativa é criada com pontos que aparecem no campo de visão quando o usuário deposita sua atenção de uma direção para outra. 

Ao manter o olhar em um ponto fixo, ele é transportado para onde o ponto está localizado, permitindo um passeio virtual pela propriedade no seu próprio ritmo.

Trata-se de uma espécie de holograma em 3D, ou tour 3D, feito a partir da planta do próprio imóvel. 

#3 Comércio virtual 

O uso da realidade virtual não significa o uso de computadores pesados e materiais complicados, como sensores de movimento. 

Até porque a tecnologia é feita para facilitar a vida, não para complicá-la. Ela não pode ofuscar a perspectiva da experiência do comprador. 

Nesse sentido, você pode implementar em seu site imobiliário diferentes dispositivos de realidade virtual, como fotos 360º, QR Code, aplicativos e até mesmo o próprio imóvel virtual 360.

Tudo isso é possível se você tiver a seu dispor o serviço de uma empresa realmente perita no assunto. 

Fale com o especialista!

Na hora de automatizar seus processos e implementar tecnologia para alavancar as vendas da sua imobiliária, não deixe de falar com uma empresa perita no assunto, como a Vista Software.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *